DEVES TER CACTOS EM CASA? POSSO OFERECER A UMA AMIGA?


cactos02.png

Olá, “Quem dá cactos, quer desacatos”, já ouvistes a expressão?

Esta manhã, lancei a temáticas nas redes sociais do BLOGMVAIDOSO. Se ainda não segues, este é o momento perfeito para seguires e acompanhares as story’s.

 

Já ouvi dizer, algumas vezes, que não devemos oferecer cactos aos amigos. Mas porquê? E, claro … a resposta “Quem dá cactos, quer desacatos.”

Até hoje, não me lembro de ter oferecido cactos a alguém, a não ser, a mim mesmo. 😉 Isso, serve como oferta? O que é facto é que gosto destas plantas, pequenas e que dão um ar diferente, na hora de decorar uma divisão da casa.

Os meus primeiros seis cactos, viveram muito pouco tempo, graças à minha “terrorrista” Maria Francisca, que os devorou em poucos meses. Já lá vão uns cinco ou seis anos. Esta pet era terrível, uma siamesa que de tão dócil tinha os seus ataques de fúria. Fui uma companheira de imensas aventuras, durante oito anos. Já lá vão 18 meses que nos separámos, fisicamente.

Ora, regressando ao tema do nosso artigo, segundo Feng Shui, os cactos são considerados Guardiões, pois são purificadores de ambientes. Segundo especialistas, eles servem como uma barreira aos raios gamas que são emitidos por computadores e aparelhos de televisão.

cactos00.jpg

Os cactos, são plantas que por norma vivem em regiões isoladas e áridas e são excelentes “companheiros” para ajudar as pessoas a conhecerem a sua força interior e momentos de solidão. Será, que posso dizer que são os nossos psicólogos, ou antes, um amoleto? Creio que sim … qual a vossa opinião?

Eles são armazenadores de água (símbolo de sentimentos e emoções), dentro do seu caule, favorecendo as pessoas que se defendem das suas própria emoções. Os espinhos, esses podem parecer hostis, mas a verdade é que são, uma estratégia de sobrevivência da própria planta. Por outro lado, são um “sistema” de protecção e segurança.

cactos01.png

Ter um cacto por perto, pode muito bem ser um amuleto de proteção contra visitas inesperadas ou perigosas, e verdadeiros professores para nos ajudar a lidar com os nossos limites. Alguma vez pensaste sobre isto? O que gostaste mais neste artigo?

Partilha a tua opinião connosco, na caixa de comentários.

 

 

SAÚDE: FIM ÀS TAXAS MODERADORAS!


saude01

O Parlamento aprovou, ontem, um projecto-lei do BE que prevê acabar comas taxas moderadoras nos Centros de Saúde e em consultas ou exames prescritos por profissionais do SNS – Serviço Nacional de Saúde.

O objetivo principal é terminar com as taxas moderadoras nos cuidados de saúde primários, como é o caso dos Centros de Saúde e em todas as consultas e prestações de saúde que sejam prescritas por profissionais de saúde e cuja origem seja o SNS.

Assim, quando o diploma entrar em vigor, as taxas moderadoras passam a ser cobradas relativamente a serviço de urgência e polivalente, urgência médico-cirúrgica e nos serviços de urgência básica, apontando valores que poderão ir dos 14 aos 18 euros.

Sabias que atualmente a cobrança de taxas moderadoras representa atualmente cerca de 2% do orçamento do Serviço Nacional de Saúde?

O que achas desta medida?

DICAS MOTIVAÇÃO: CRIAR HÁBITOS DE ALTO DESEMPENHO!


Habitos3.png

No artigo de hoje, venho  falar-te em Hábitos de Alto Desempenho tendo por base a motivação. Mas afinal, o que é a motivação?

A motivação nada mais é do que o impulso que faz com que as pessoas façam determinadas ações para atingir os seus objetivos. Na verdade, a motivação é o que faz com que as pessoas dêem o seu melhor, façam o possível para conquistar os seus objetivos e metas, infelizmente, alguns acabam mesmo por “passar por cima” dos outros.

A motivação é essencial para o desenvolvimento do ser humano. Se não existe motivação, o processo de cumprir determinadas tarefas é muito difícil. Ela vem de uma força interior que cada pessoa tem, uma capacidade de motivar ou desmotivar, que conhecemos como auto-motivação. Tu, és uma pessoa motivada?

mt1

Regressando ao tema do nosso artigo, sobre Hábitos de Alto Desempenho, acredito, que nos dias de correm, muitas empresas precisam de equipas de alto desempenho no trabalho, com motivações e objetivos estabelecidos. Para isso, é preciso que as empresas e organizações motivem ainda mais, os seus funcionários. É preciso criar hábitos, valores e paixão. É preciso que as pessoas sintam paixão pelas profissões que desempenham, que sejam equipas de alto desempenho motivadas no trabalho, capazes de proporcionar crescimento e riqueza às empresas e organizações. Concordas comigo?

Os hábitos motivam as pessoas para um bom desempenho, enquanto que outros motivam as pessoas a não correrem riscos. Ou seja, os hábitos são definidos como os valores e o comportamento de uma empresa. É a forma como as coisas são feitas.

Os estudos apontam que para que possamos ter equipas de alto desempenho, é necessário, fomentar:

  • comunicar: um dos pontos que merece uma atenção redobrada dentro das empresas e organizações é a falha ou ausência da comunicação. A comunicação vai muito além do que é dito, depende acima de tudo, da compreensão de quem a ouve. É necessário comunicar com as equipas, dialogar e fazer-se entender. É preciso haver uma comunicação contínua e que flua.
  • Sistematizar, automatizar e registar: as empresas e organizações já têm uma determinada “forma” de trabalhar. O que acontece é que nem sempre essa forma traz resultados, ora porque essa forma não é seguida por todos do mesmo modo, ora porque efectivamente ela não é eficaz. Sistematizar é então, procurar construir um padrão (forma) que seja registado, eficaz e produtivo que permita o uso por todos, por forma a obter maior lucro no menor espaço de tempo. A automatização é uma forma de sistematização, normalmente desenvolvido com a intervenção de equipamentos e softwares. Todo este processo deve ser registado para que o desempenho da produtividade possa ser analisado.
  • Testar, medir e analisar: é importantíssimo, não fugir dos números. É preciso olhar para as empresas e organizações como um todo, medir correctamente e analisar os dados obtidos. Diga-se que esta será talvez, a tarefa principal de um empresário, saber interpretar toda a informação a fim de conduzir a empresa para um alto rendimento.

Todos estes comportamentos irão permitir um controlo e desenvolvimento mais eficaz das equipas, e uma cultura de produtividade alta.

Quando possuímos bons hábitos, fica muito mais fácil desenvolver boas práticas. O que tens a dizer sobre este assunto?

LIGA-TE AO @BLOGMVAIDOSO e acompanha as story’s nas redes sociais.

 

 

 

 

SANTOS POPULARES: LISBOA É PALCO DAS MARCHAS POPULARES!


SantosPopulares1.png

O mês de Junho é o mês dos Santos Populares, arraiais, bailaricos e festas estão por todo o país a animar as noites. Hoje, à noite, em Lisboa é noite da sardinha assada regada por um belo copo de tinto e um pezinho de dança e muita diversão, nos arraiais pelos vários bairros típicos da capital.

As pessoas vão para a rua comer sardinha assada, beber e divertir-se pelas ruas e bairros populares da cidade.

Começam oficialmente, os Santos Populares com as Festas de Lisboa, de 12 para 13 de Junho, dia de Santo António. As marchas de cada bairro desfilam pela Avenida da Liberdade, enchendo-a de animação, cor, figurantes, música e o público a assistir faz o resto da festa. É caso para dizer, que fazem um belo brilharete!

casa
Fonte foto: Mood.sapo.pt.

A manter a tradição, desde 1958, neste dia 12 de Junho realizam-se os Casamentos de Santo António, os noivos também descerão a Avenida da Liberdade, esta noite. Outro momento alto, ocorre dia 13 de Junho com a procissão de Santo António que sai da sua igreja, situada em Alfama, próximo da Sé Patriarcal, no local onde este santo nasceu, cerca de 1193.

As festas continuam e a grande animação volta ao Porto, na noite de 23 para 24 de Junho, com as festas de S. João. As pessoas voltam a sair à rua e para os bairros populares para se divertirem, engalanados com arcos, balões coloridos e aromas inconfundíveis a manjericos. Antigamente, os foliões batiam com alho-porro na cabeça das pessoas que se divertiam nas ruas, nos dias que correm, usam-se martelinhos de plástico. O fogo de artifício é lançado à meia-noite sobre o rio Douro. A noite só acaba pela madrugada, junto à praia, para ver nascer o pôr do sol e um banho matinal, reza a história para que assim se cumpra a tradição.

A terminar o mês, dia 29 de Junho comemora-se o S. Pedro, também com festas populares em várias localidades do nosso país.

Em todas as festas também é tradição saltar a fogueira e oferecer à namorada ou namorado vasos com manjerico, onde se colocam quadras, onde se fala de amor ou preces aos Santos Populares, Santo António, São João e São Pedro.

E tu, o que mais gostas dos Santos Populares?

Se vais para os Santos aproveita para te divertir, mas sê responsável.

Abc, Joaquim Neves by BlogMVaidoso.