Sobremesa: Tarteletes de Pêssego e Requeijão!


Tartelete Pêssego-01

Olá vaidoso’s 😉

Ora, vamos lá saber – quem é que aqui se assume como um(a) guloso(a) de primeira? Se sim, que fale agora ou se cale para sempre! 😉

A receita que hoje venho partilhar convosco, é uma sobremesa.

És adepto(a) de uma boa sobremesa? Confesso que aqui o vaidoso, sempre que possa, estou pronto para me deliciar com tais iguarias.

A receita de hoje é uma Tartelete de Pêssego e Requeijão cuja fonte é do Chef.continente que podes seguir aqui.

Vais precisar dos seguintes ingredientes:

  • 1 embalagem de massa quebrada;
  • 1 requeijão de ovelha (ou a gosto);
  • 2 pêssegos;
  • 1 colher de sopa de açúcar;
  • 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico;
  • Azeite q.b.;
  • Sal q.b.;
  • Pimenta Preta q.b.;
  • Manjericão q.b..

Tartelete Pêssego

Vamos por mãos à obra, chegou o momento da preparação:

Começa por cortar quatro círculos de massa iguais, com a ajuda por exemplo de um copo ou taça largos e forra quatro mini-tarteiras de fundo amovível com os mesmos. Cobre-os com papel vegetal e grão seco e leva-os ao forno pré-aquecido a 180ºc por cerca de 20 minutos ou até a massa ficar dourada. Retira do forno, descarta o papel vegetal e o grão e deixa arrefecer.

Em seguida, divide o requeijão cortado em pedaços pelas tartes, tempera com azeite, sal, pimenta preta e manjericão picado.

Numa taça, mistura os pêssegos cortados em fatias com o açúcar e o vinagre balsâmico. Deixa marinar por cerca de 10 minutos.

Coloca a fruta por cima do requeijão nas tarteletes. Serve de imediato e faz um brilharete num almoço, jantar ou lanche com o teu grupo de amigos.

Bom apetite!

fbmarketingquotes10_1_original-6-1147337866.jpg

Fonte da foto 📸 e receita: @Chef Continente.

COUSAS ‘OUTROS TEMPOS! #2


CDT

Olá vaidoso’s 😉

Há cerca de um mês, iniciámos a rúbrica “Cousas d’Outros Tempos” que podes recordar aqui. Hoje, trago-vos memórias d’outros tempos, desta vez, Tabernas antigas da região do Bombarral.

Recorro às memórias e arquivo do Sr. Luis Matos, através da sua página do facebook e que aqui partilho.

Na primeira foto, a “Taberna do Abílio” do Sanguinhal, Bombarral, registo de maio de 1975, do arquivo Luis Matos. Na segunda foto, a antiga taberna do Quim Lino no Bombarral “(…) antigamente como em tantas terras, no Bombarral … o vinho era o remédio caseiro para o sossego da pobreza. Depois do vigário, o taberneiro e o barbeiro eram a classe mais bem informada dos sucessos e desgraças da comunidade. Em meados do século passado … o Bairro dos Matinhos, tinha a fama de possuir algumas das mais reputadas tabernas do Bombarral.

E, aí pela tua terra, também existiam ou ainda existem tabernas como estas?

fbmarketingquotes10_1_original-6-1147337866.jpg

Fonte da foto 1 📸 Taberna do Abílio- Sanguinhal, Bombarral @Luis Matos Duarte;  foto 2 📸 Taberna do Quim Lino, @Luis Matos Duarte.

 

Massa Esparguete com Camarão!


camarão1

Olá vaidoso’s 😉

Sabe sempre bem uma refeição vinda do mar … hoje, partilho convosco esta receita saborosa e deliciosa. É uma receita fácil, rápida e bem económica.

A combinação da massa esparguete (laços ou espiral) com camarões, são uma dupla que, vão combinar na perfeição e dar lugar a um petisco bem saboroso. Vamos à receita?

Para esta receita vais precisar dos seguintes ingredientes:

  • 300 gramas de massa esparguete (laços ou espiral)
  • 300 gramas de camarão (ou miolo de camarão)
  • Sal q.b.
  • Pimenta q.b
  • Azeite q.b.
  • 2 dentes de alho
  • 1/2 cebola
  • 1 ramo de salsa picada (a gosto)
  • 100 ml de vinho branco
  • Polpa de Tomate (a gosto)
  • Piri-piri q.b.

camarão

Já te está a crescer água na boca? Calma … tudo a seu tempo. Vamos lá então, à preparação.

Começa por colocar a massa esparguete (laços ou espiral) a cozer em água com um punhado de sal.

Numa frigideira (preferencialmente anti-aderente) em lume brando, junta-lhe um fio de azeite e a cebola cortada em quadrados a lourar com os dentes de alho esmagados (é o momento de descarregares as tuas energias e dar um valente “sopapo”/murro nos dentes de alho. Mesmo que fiquem do tipo papa, não te preocupes). Adiciona-lhe os camarões e tempera com sal, pimenta e piri-piri, a gosto.

Assim que os camarões fiquem com um tom rosado, adiciona-lhes vinho branco e a polpa de tomate. Deixa ferver até que o molho fique reduzido, este é um processo que demora cerca de 5 minutos, aproximadamente.

Dá um olhinho na massa que está a cozinhar, escorre-a, passa-a por água fria para que não cozinhe em demasia. Junta-lhe o molho de camarão e adiciona-lhe a salsa picada.

Mistura tudo muito bem. Agora sim, está pronto a ir para a mesa.

Serve esta delicia e bem apetite!

O que achas desta receita saborosa?

assinaturablogue

Fonte da foto 📸 @lifestyle.sapo.pt. Receita original 🍱: @àmodadoflávio.

 

 

Polvo à Lagareiro!


polvolagareiro

Olá vaidoso’s! 😉

Como correu o vosso dia?

Eu sou um apreciador de polvo e hoje, venho partilhar convosco, uma receita deliciosa receita de Polvo à Lagareiro. Temos por aqui apreciadores deste manjar?

Para esta receita vais precisar dos seguintes ingredientes:

  • 1 polvo inteiro e limpo
  • 1 cebola cortado às rodelas
  • 2 tomates maduros, cortados às rodelas
  • 1 cabeça de alho
  • 800g de batatas pequenas
  • Azeite extra virgem
  • Tomilho, a gosto
  • Alecrim, a gosto
  • Folhas de Louro, a gosto
  • Salsa, a gosto
  • Sal, q.b.

    </div>
    </li>
    “>

  1. polvo
    Mãos à obra, vamos à preparação:
    Começa por colocar bastante azeite no fundo de uma travessa de vidro ou barro para levar ao forno. Em seguida, coloca metade da cebola e dos tomates previamente cortados às rodelas. Coloca os dentes de alho amassados/pisados e algumas folhas de louro.
    Mete agora o polvo sobre esta cama de temperos. Coloca tomilho e alecrim a gosto, sobre o polvo e rega com mais azeite. Leva a assar em forno médio (200º C) por cerca de 90 a 120 minutos.
    Noutra travessa, junta um pouco de azeite e coloca umas batatas pequenas regando-as com temperos, louro, pimenta, sal grosso a gosto e leva ao forno por cerca de 45 minutos. Assim que estiverem prontas, retira-as do forno e com a ajuda de um pano húmido, dá-lhe um valente muro em cada uma. 😉
  2. Chegado o momento de servir esta delicia! Serve com as batatas por baixo e dois tentáculos do polvo por cima. Junta-lhe tomate e cebola e rega com um pouco do caldo do preparado formado na travessa do polvo. Por fim, decora com um pouco de salsa picada.
  3. Bom apetite!
  4. fbmarketingquotes10_1_original-6-1147337866.jpg

Foto 📸 e receita 🍱: cookpad.


    </div>
    </li>
    “>

GASPACHO – Sopa Fria Para Dias Quentes!


gaspacho1

Olá vaidoso’s! 😉

Como está a correr o vosso feriado, do 15 de Agosto?

Nós somos os principais responsáveis por manter uma alimentação cuidada e equilibrada. Os dias mais quentes (de Verão), exigem de nós, cuidados redobrados a nível de alimentação e uma hidratação extra. Muita água e bebidas frescas são igualmente necessárias para manter-mos o nosso corpo bem hidratado.

Hoje, partilho convosco uma sopa fria. Gaspacho, uma receita fresca de verão, simples, saborosa e saudável.

Gazpacho

Ingredientes:

  • 6 pimentos vermelhos
  • 4 pimentos verdes
  • 3 pepinos
  • 2 tomates
  • 1 cebola média
  • 100ml de azeite de oliva
  • 100ml de vinagre branco/balsâmico
  • 80ml de sumo de limão
  • Sal e pimenta a gosto

Preparação:

Começa por retirar a pele e as sementes a todos os pimentos. Separa meio pimento de cada cor, corta-os em cubos bem pequenos e reserva. Coloca os pimentos, a cebola, o tomate e pepino sem pele num liquidificador. Adiciona-lhe metade do azeite, o vinagre e o sumo de limão e bate muito bem.

Coa o misturado. Tempera com sal e pimenta a gosto e o restante azeite. Leva-o ao frigorífico e serve-o apenas quando estiver bem gelado.

Para finalizar, dá um toque especial ao teu prato com os cubos de pimento que reservaste inicialmente, coloca alguns croutons e serve.

Bom apetite!

fbmarketingquotes10_1_original-6-1147337866.jpg

Foto e Receita: Tomita.